reduzindo a fatura de energia

5 soluções que reduzem a fatura de energia da sua empresa

Vamos começar este artigo fazendo mais uma de nossas suposições. A fatura de energia da sua empresa está chegando com valores exorbitantes e você não consegue entender como isso está acontecendo.

Não obstante, os custos com energia estão se tornando um dos maiores gastos da sua empresa e, consequentemente, agora você tem uma nova preocupação.

Acertamos? Se a resposta foi afirmativa, não mude de página porque, em meio a tudo isso, queremos te dar uma boa notícia: sim, é possível reduzir o valor da sua fatura de energia.

Para isso, você precisa estar disposto a fazer alguns investimentos e apostar em soluções inteligentes que, no longo prazo, terão valido cada centavo.

Achou interessante? Então fique com a gente até o último parágrafo, porque hoje você vai conhecer cinco atitudes para diminuir sua fatura.

Vamos lá?

  1. Mapeamento energético

O mapeamento energético permite que seja realizado um diagnóstico do consumo de energia da sua empresa. Mais que isso, ele ainda torna possível avaliar modalidade tarifária, demanda contratada, multas por fator de potência, entre outros.

Por isso mesmo, pode ser considerado um ponto de partida para quem deseja reduzir os gastos com esse tipo de despesa.

Em termos gerais, funciona assim:

  • Em primeiro lugar, coletam-se os dados das faturas dos últimos 12 meses. Esse período de tempo é sugerido para que se possa excluir fatores de sazonalidade durante a avaliação do consumo;
  • A seguir, listam-se os principais equipamentos consumidores da empresa, separando-os em categorias. Nessa etapa, alguns itens, como computadores e tomadas, são desconsiderados por não poderem ser otimizados;
  • Logo após, são especificados a quantidade, a potência e o tempo de funcionamento de cada um;
  • Com alguns cálculos, define-se o gasto mensal por tipo de equipamento.

Feito isso, você tem uma visão inicial de como funciona o consumo energético da sua empresa. Além do mais, pode listar os equipamentos que mais gastam, prevendo que ali estarão futuras oportunidades de otimização.

  1. Retrofit de iluminação

Agora vamos partir para uma das soluções mais conhecidas: substituir equipamentos antigos ou ultrapassados por novas tecnologias — neste caso, aplicada à parte de iluminação.

Disponíveis no mercado há um bom tempo, as lâmpadas LED continuam se mostrando a melhor alternativa para cortar os custos com energia.

Elas não apenas substituem as lâmpadas incandescentes e fluorescentes como também entregam mais luminosidade utilizando uma menor potência que as outras. Isso explica tanto a redução do consumo quanto a redução da quantidade de lâmpadas necessárias nos estabelecimentos que passam por esse tipo de reforma.

Por conta de sua tecnologia, a LED sai um pouco mais cara que as opções convencionais. No entanto, sua vida útil prolongada e os demais benefícios que entrega compensam o investimento, trazendo paybacks mais curtos de projeto.

  1. Sistemas de automação e controle

Outra solução que, além de tornar as coisas mais práticas, ajuda a economizar na fatura de energia, é o uso da automatização nos equipamentos do seu estabelecimento.

Estamos falando de aparelhos que podem ser programados para ligar e desligar automaticamente em um horário pré-definido, pondo um fim a situações como esquecer o ar-condicionado ligado após o expediente.

Ainda como exemplo, podemos citar uma automação mais inteligente que controla a temperatura no ambiente de acordo com sensores IoT.

O mesmo se aplica ao sistema de iluminação da sua empresa, que pode ser acionado a partir de sensores de presença. Como consequência, você evita que as luzes fiquem desnecessariamente acesas em lugares que ninguém está ocupando.

Além do mais, você pode ajustar a sensibilidade dos sensores, a área de cobertura do ambiente e o tempo até que as luzes se apaguem. Feito isso, basta posicioná-los em locais estratégicos para que funcionem corretamente.

  1. Monitoramento

Monitorar o consumo dos seus equipamentos é uma das soluções que vão ajudar seu negócio antes e depois de implementar um projeto de eficiência energética.

Na parte do “antes”, você pode acompanhar o desempenho dos seus aparelhos atuais e identificar aqueles que estão consumindo em excesso, seja por falha ou mera obsolescência.

O monitoramento ainda permite que você tenha uma visão geral dos setores da empresa e defina o quanto de energia cada um deles vem consumindo. Isso facilita a divisão dos custos por departamento, assim como ajuda a definir quais serão as melhores soluções para o seu projeto.

  1. Manutenção frequente

Como dissemos, o monitoramento também auxilia no “depois” da implementação de um projeto de eficiência. Nesse caso, ele ajuda você a colocar a manutenção dos equipamentos em dia.

Os medidores, que já estão instalados na sua empresa, continuarão fornecendo dados em tempo real para você acompanhar de perto os resultados obtidos, além de auxiliar em ajustes futuros no sistema de controle. Tudo isso contribui para que a vida útil dos equipamentos não acabe antes da hora.

Entre tantas outras soluções disponíveis, acreditamos que essas são as mais certeiras nas quais você pode investir. Até porque elas reúnem a essência das ações para se chegar à eficiência energética.

Um dos tópicos que não citamos aqui, mas que também é de grande importância, é apostar em fontes renováveis. Mas não tem problema. No nosso blog, você pode conferir tudo sobre viabilizar grandes projetos de energia solar fotovoltaica.

Até a próxima!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Você também pode se interessar por:

Se inscreva para receber nossas newsletter e acompanhar todas as novidades GY.