Tudo o que você não sabia sobre telhados solares.

A energia solar cada vez mais conquista os holofotes da sustentabilidade, surgindo como uma solução econômica e eficiente para o consumo de eletricidade. Isso tudo integrando previsibilidade de custos e baixo impacto ambiental.

É comum, então, que você veja aqueles grandes painéis ou fazendas de energia solar espalhadas por aí, não é verdade? Acontece que essa não é a única maneira de se implementar a energia solar no seu negócio.

Diminuindo a distância entre a geração e o consumo, e aproveitando áreas teoricamente ociosas, os telhados solares surgem como uma opção fácil, prática e muito vantajosa.

Quer saber mais sobre telhados solares e como eles podem ajudar o seu negócio? Então siga acompanhando este artigo que nós preparamos especialmente para você!

O que é o telhado solar?

Trata-se de uma adaptação do painel fotovoltaico destinada à instalação em telhados, o que faz com que esse sistema não necessite de um espaço exclusivo para sua implementação. Isso não significa, porém, que basta instalar os painéis no telhado de um estabelecimento; eles são apenas parte de um sistema.

Funciona assim: em uma elaborada estrutura de metal, é instalado o painel solar, que contém diversas células fotovoltaicas, responsáveis pela conversão da radiação em eletricidade. Esse equipamento está conectado por meio de cabos em uma ferramenta chamada inversor solar, tecnologia que torna a energia adquirida adequada para o uso. Como medida de segurança, é instalado também um dispositivo chamado String-box, utilizado para evitar surtos elétricos.

Esse sistema pode ser implementado através da compra ou do aluguel do equipamento; no segundo caso, o sistema pertence ao investidor e o estabelecimento é abastecido com a energia gerada.

 


Telhado solar instalado no Assaí Atacadista – Londrina/PR

Modalidades de geração de energia

Além dos aspectos relacionados ao funcionamento e à instalação de um sistema de energia solar no seu negócio, é importante também atentar às diferentes modalidades de geração de energia que essa solução apresenta. São elas:

Geração junto à carga: a unidade consumidora gera sua própria energia. Nesse caso, a usina está instalada no mesmo local em que está o consumidor.

Autoconsumo remoto: a usina é instalada sobre o telhado de uma unidade consumidora e distribui energia para outras unidades consumidoras sob o mesmo CNPJ ou CPF.

Grid zero: o sistema fotovoltaico é dimensionado e controlado para que a geração jamais exceda o consumo. Esta é uma alternativa para a redução do consumo de energia, onde a usina atende somente a uma parte do consumo do cliente (em torno de 30%).

Autoprodução: esta modalidade é uma outra opção para consumidores do mercado livre, além da Grid Zero, que desejam gerar sua própria energia a partir do sol. Neste modelo, a energia excedente pode ser comercializada para outras empresas inseridas no Mercado Livre de Energia.

 

Seu telhado está preparado?

Vamos supor que você tenha optado pela instalação de um telhado solar no seu estabelecimento e até já escolheu uma empresa de confiança para a realização do projeto. Qual o próximo passo, então?

É hora de avaliar a infraestrutura do seu negócio!

Para que os “rooftops” sejam instalados sem qualquer risco e entreguem sua máxima capacidade, é fundamental que apresentem a estrutura ideal. Dessa maneira, uma cuidadosa análise do telhado do estabelecimento é realizada, visando aos seguintes requisitos:

  • Capacidade para o suporte do peso do módulo e de suas estruturas de fixação (20kg por m²)
  • Boas condições de preservação (o telhado não pode conter amassados ou estar enferrujado)
  • Vedação adequada da estrutura

Estando em boas condições, a maioria dos modelos de telhado pode receber a instalação desse sistema, como os com telhas metálicas, telhas de fibrocimento, telhas comuns e lajes.

Manutenção, resistência e vida útil

Certo, o sistema está instalado e funcionando. Daqui para a frente, será necessário apenas garantir que isso continue acontecendo.

A boa notícia é que telhados solares são resistentes a diversas intempéries, desde o impacto de pedras de granizo até grandes tempestades.

Não faria sentido um sistema tão resistente precisar de manutenções recorrentes, não é mesmo? Os principais cuidados relacionados ao seu mecanismo de energia fotovoltaica dizem respeito à sua limpeza – o que pode ser facilmente realizado pelo próprio cliente, com a utilização de jato d’água e vassoura de cerdas macias.

A manutenção preventiva, por sua vez, é realizada em algumas campanhas, que podem ter sua frequência dividida em bimestral, semestral e anual.

 

Com a manutenção adequada, é comum que a vida útil dos painéis solares seja de, pelo menos, 25 anos.

E aí, gostou da ideia de implementar um sistema de telhados fotovoltaicos? Então, saiba que você pode contar conosco nesse processo!

Clique aqui e confira como a GreenYellow pode ajudar você na transição energética.

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Você também pode se interessar por:

Se inscreva para receber nossas newsletter e acompanhar todas as novidades GY.