O bom clima à casa torna: saiba como identificar problemas no seu sistema de ar-condicionado

Girando em torno de três aspectos – aquecimento, ventilação e ar-condicionado, os sistemas de climatização cumprem uma importante função para todos os negócios, do varejo à indústria e até prédios comerciais.

A união dos três fatores é chamada de HVAC, sigla que remete a esses aparelhos na língua inglesa. Tais sistemas se fazem muito importantes em todas as regiões do Brasil, contribuindo para o bem-estar de colaboradores e consumidores, evitando a degradação de produtos e filtrando o ar do ambiente.

Para que essas funções tenham êxito, porém, é fundamental manter a manutenção do sistema em dia e saber a hora certa de atualizá-lo.

E aí, vamos falar sobre o momento certo de colocar a mão na massa e atualizar seu sistema de ar-condicionado?

Um breve panorama

Antes de abordarmos a manutenção e a atualização de sistemas de ar-condicionado, é necessário ressaltar a importância de cada um dos fatores que compõem esse mecanismo e seus diferentes modelos.

Aquecimento: fator fundamental para a geração de um clima estável e a criação de um ambiente confortável em períodos frios.

Ventilação: o oxigênio precisa circular, não é mesmo? É essa a função da ventilação, contribuindo para o conforto do ambiente e a filtragem do ar, reduzindo o risco de alergias ou a propagação de doenças.

Ar-condicionado: queridinho de muitos, o ar-condicionado é responsável pelo controle da temperatura geral de um ambiente.

Bom, você conhece todos esses mecanismos, certo? Mas sabia que os sistemas de climatização se dividem em dois formatos?

O primeiro é o formato de expansão direta que funciona de forma ativa, climatizando o ambiente a partir de um circuito fechado por meio de um fluido refrigerante.

Já a expansão indireta, modelo cada vez mais recorrente no dia a dia, funciona por meio de um sistema de água gelada, refrigerada e distribuída por chillers e, de modo geral, uma serpentina. A água gelada passa por eles, entra em contato com o ar e, assim, arrefece o ambiente.

A hora certa de se realizar a manutenção

Assim como todo sistema de um negócio, seja hidráulico, elétrico ou de rede, os sistemas de climatização cumprem uma importante função, mas também geram custos. Por isso, garantir que as despesas sejam as menores possível é fundamental.

Um ar-condicionado ineficiente, por exemplo, acarreta alto índice de paradas, apresenta falhas com grande frequência, necessita quase sempre de manutenção remediativa e produz certo mal-estar no ambiente. Todos esses problemas geram custos indiretos e diretos.

Os custos indiretos são derivados da baixa produtividade dos colaboradores que, afetados pelo calor intenso, passam a se distrair mais e até têm sua saúde afetada, além do longo tempo necessário para a averiguação dos problemas do sistema.

Já os custos diretos são aqueles derivados do mau funcionamento do equipamento, como as despesas de manutenção, água e eletricidade.

A boa notícia é que todos esses problemas são fáceis de serem notados, mas é importante diferenciar um defeito de um mau funcionamento esporádico.

Os principais problemas em sistemas de climatização geralmente se dão devido a aspectos como:

  • defasagem tecnológica devido a equipamentos obsoletos;
  • carga térmica não atendida;
  • projetos ineficientes e que não levam em conta todos os fatores relacionados ao sistema de ar-condicionado;
  • uma parametrização defasada;
  • uma automação ineficiente ou desatualizada.

Um aliado para quem não tem tempo ruim

Como você bem viu, muitos fatores precisam ser analisados para o bom funcionamento e manutenção de um sistema de climatização. Por isso, é essencial contar com alguém que entenda bem do assunto.

Só a partir de um planejamento bem elaborado é possível ter sucesso nessa empreitada e garantir que cada peça do quebra-cabeças da eficiência energética se encaixe — da energia ao clima.

Nessas horas, tenha certeza de que a GreenYellow pode ajudar você nesse processo!

Clique aqui e saiba como.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Você também pode se interessar por:

Se inscreva para receber nossas newsletter e acompanhar todas as novidades GY.