Energia solar no mundo: saiba quais os maiores países!

imagem Energia solar no mundo: saiba quais os maiores países!

Testemunhamos uma revolução na geração de energia elétrica. A crescente adoção da energia solar no mundo como uma fonte limpa e sustentável de eletricidade está transformando a matriz energética global, impulsionando a transição para um futuro mais sustentável e livre de emissões de gases de efeito estufa. 

Países desenvolvidos ao redor do mundo têm investido maciçamente em instalações fotovoltaicas, como os Estados Unidos, o Japão e a China na liderança. No entanto, o Brasil também tem se destacado nesse cenário, consolidando-se como um dos principais mercados de energia solar na América Latina. 

O crescimento acelerado da capacidade instalada de energia solar em território brasileiro está colocando o país em uma posição de protagonista no cenário mundial. Contudo, é fato que ainda há muito a ser feito para alcançarmos o nível de potência instalada de países como China e Estados Unidos.

A boa notícia é que estamos no caminho certo. Neste artigo, vamos explorar como cresce a energia solar no mundo e de que forma o Brasil tem se destacado nessa tendência, com informações atualizadas sobre o avanço da energia solar no país. Confira!

Como cresce a energia solar no mundo?

A crise energética global está provocando uma forte aceleração nas instalações de energia renovável, com o crescimento total da capacidade mundial.

Os números falam por si. As fontes de energia renovável, incluindo a solar, devem responder por mais de 95% da expansão global da eletricidade nos próximos anos, ultrapassando o carvão para se tornar a maior fonte de energia elétrica do mundo no início de 2026. Os dados são do relatório da Agência Internacional de Energia (AIE) sobre o setor.

A crescente adoção da energia solar no mundo é impulsionada por diversos fatores. Em primeiro lugar, os avanços tecnológicos têm permitido maior eficiência e redução dos custos dos painéis solares, tornando a energia solar mais acessível e economicamente viável. 

Além disso, a crescente conscientização sobre a importância da sustentabilidade e a necessidade de reduzir as emissões de gases de efeito estufa levam a um aumento na demanda por fontes limpas e renováveis de energia. 

Os resultados já alcançam números expressivos. A fonte solar ultrapassou, em 2020, a marca de 1 terawatts (TW) de potência instalada, segundo dados recentes. Estima-se que essa capacidade ainda chegue a dobrar nos próximos anos.

Apesar do crescimento impressionante, é claro que ainda há desafios a serem enfrentados, como a necessidade de melhorar o armazenamento de energia solar para garantir uma disponibilidade constante de eletricidade, bem como a superação de barreiras regulatórias e financeiras em alguns países. 

No geral, é possível confirmar que o panorama da energia solar no mundo é positivo, com uma trajetória de crescimento acelerado que está transformando o setor e impulsionando a transição mundial para uma matriz energética mais limpa e sustentável.

Quais são os países campeões em energia solar?

Com impressionantes 392 gigawatts (GW), a China é o maior produtor de energia solar do mundo. O país estima atingir 490 GW até o final de 2023 em capacidade instalada de energia fotovoltaica, segundo a agência estatal National Energy Administration (NEA).

Os Estados Unidos ocupam o segundo lugar, com 135,7 GW de capacidade de energia solar. Atualmente, 3,4% da eletricidade do país é proveniente de usinas de energia solar, segundo dados da U.S. Energy Information Administration.

O Japão, que há alguns anos ocupava o 4.º lugar em termos de energia solar, agora tem capacidade acumulada de 78,8 GW e ocupa a 3.ª posição.

Confira a lista completa dos10 países com mais energia solar no mundo ao final de 2022:

  1. China (392 GW);
  2. Estados Unidos (111 GW);
  3. Japão (78,8 GW);
  4. Alemanha (66,5 GW);
  5. Índia (62,8 GW);
  6. Austrália (26,7 GW);
  7. Itália (25 GW);
  8. Brasil (24 GW);
  9. Holanda (22,5 GW);
  10. Coreia do Sul (20,9 GW).

Ao final de 2022, o Brasil alcançou uma capacidade operacional solar de 24 GW. Com esse resultado, o país subiu cinco posições no ranking mundial, saindo da 13.ª colocação em 2021 para a oitava em 2022, consolidando-se como uma potência solar em ascensão.

É a primeira vez que o Brasil conquista um lugar de destaque na lista dos dez principais países com maior capacidade acumulada de energia solar fotovoltaica. 

Qual é o lugar da energia solar na matriz energética do Brasil?

O mercado de energia renovável tem se expandido nos últimos anos em território nacional, com uma crescente participação do setor solar fotovoltaico. 

Segundo o Global Market Outlook for Solar Power 2022-2026, principal relatório de mercado do setor, o Brasil tem se consolidado como líder em energia solar na América Latina e deve se tornar um dos principais mercados globais nos próximos anos, podendo atingir 54 gigawatts (GW) de capacidade solar total até 2026.

Os números são impressionantes e mostram o avanço acelerado da energia solar no Brasil. Atualmente, a geração de energia por placas fotovoltaicas já é a segunda maior fonte de energia elétrica no país, ocupando cerca de 12,6% da matriz nacional.

A energia solar fica atrás apenas das hidrelétricas, que representam metade (49,9%) da matriz energética do Brasil, segundo dados atualizados da Associação Brasileira de Energia Solar (ABSOLAR).

Embora o potencial de instalação de energia solar no Brasil ainda esteja muito aquém das potências mundiais, como China e Estados Unidos, o país demonstra um grande potencial para se consolidar como um agente relevante no mercado global de energia renovável.

Qual é o papel da GreenYellow na produção de energia solar no Brasil?

Nós, da GreenYellow (GY), somos uma empresa líder no mercado de energia solar no Brasil, com soluções inovadoras que têm contribuído para mudar o cenário energético do país e consolidá-lo como um dos maiores mercados de energia solar do mundo.

Uma das nossas principais atuações é por meio do Shift Production, com soluções para a implementação de sistemas fotovoltaicos em larga escala em instalações comerciais e industriais, sem investimento inicial e com operação pela GreenYellow.

Já são mais de 3,7 MWp de potência instalada em 7 telhados solares distribuídos em 4 estados do Brasil. Contamos também com 64 fazendas solares nas diferentes regiões do país, totalizando mais de 190 MWp de potência instalada. 

Isso significa que temos 71 projetos fotovoltaicos conectados ou em construção, com uma potência combinada de mais de 193,7 MWp.

Quando o assunto é impacto ambiental, também estamos unindo esforços para contribuir com a redução da emissão de gases de efeito estufa. 

Nossos projetos fotovoltaicos, juntos, evitam a emissão de mais de 37.330 toneladas de CO2 anualmente no meio ambiente, representando um importante impacto positivo na mitigação das mudanças climáticas.

A crescente expansão da energia solar no mundo, com o Brasil figurando entre os líderes do ranking, ressalta a importância dos investimentos em fontes renováveis. Para aproveitar todo o potencial dessa tendência, é indispensável contar com uma empresa especializada, com experiência comprovada na implantação de projetos fotovoltaicos.

Se você deseja conhecer mais sobre as nossas soluções, visite agora o site da GreenYellow e descubra como podemos ajudar sua empresa com um projeto de energia solar.

Posts relacionados

Case de sucesso de empresa sustentável: conta de energia em baixa na Rede Assaí

Case de sucesso: eficiência energética inteligente para o Grupo Casas Bahia

O papel das empresas na luta contra as mudanças climáticas

Energia solar: conheça as vantagens e desvantagens para empresas

Entenda o potencial da energia solar para empresas: redução de custos e sustentabilidade

Auditoria energética: o que é e por que você deve realizar na sua empresa

Transforme seu negócio com o marketing verde: descubra o que é, vantagens e exemplos